Consultório Quiroprático

Dr. Joaquim Valdivia Tor
Especialista em Coluna Cervical - Atlas Orthogonal

Girona

Quiroprática

A quiroprática dedica-se ao diagnóstico, tratamento e prevenção dos problemas que podem causar a coluna vertebral e os ossos no sistema nervoso e na saúde (com um tratamento natural, sem medicamentos nem cirurgia).

Estes problemas ou alterações —devidos a quedas, lesões, acidentes, parto difícil, etc.— irritam o sistema nervoso em lugar de o proteger e podem provocar problemas de saúde de todo o tipo no corpo humano, como por exemplo:

Hérnia discal Dor de mandíbula Lesões desportivas
Torcicolo Escoliose Fibromialgia
Golpe de chicote cervical Dor de costas Paralisia de Bell
Enxaquecas Parto dificil Nevralgia do trigémeo
Vertigem Pediatria Epilepsia
Dor de pescoço Dor de cabeça Acidentes de trânsito

Na quiroprática, estes problemas ou alterações são conhecidos com o nome de “subluxações vertebrais”.

Quiroprática: Breve história

  • Daniel David Palmer (breve historia quiropractica)

    D.D. Palmer

O Daniel David Palmer, fundador da quiroprática em 1895 (Davenport, Iowa, EUA), foi o primeiro em desenvolver um tratamento científico para corrigir problemas de coluna vertebral (“subluxações vertebrais”) que provocavam todo tipo de problemas de saúde às pessoas que os padeciam.

  • Barlett Joshua Palmer (breve historia quiropractica)

    B.J. Palmer

B.J. Palmer, filho do fundador, em 1930 criou um tratamento baseado na análise de radiografias para ver e corrigir desvios na coluna vertebral, através da primeira vértebra, o atlas.

Pouco tempo depois, a fama conseguida pelos seus bons resultados em casos difíceis, incluídos pacientes da conhecida clínica Maio (EUA), tornaram-lhe popular e começou a ensinar o seu método nos centros quiropráticos da época.

  • Tecnica Hole in One (breve historia quiropractica)

    Método HIO

A evolução do seu trabalho reflecte-se na aparição de tratamentos mais específicos para corrigir a coluna vertebral começando pela coluna cervical (“Grostic”, “NUCCA”, “Atlas Orthogonal”...).

  • Dr.Grostic, Dr.Gregory, Dr.Sweat (breve historia quiropractica)

    Dr. Grostic, Dr. Gregory, Dr. Sweat

Quiroprática: Formação académica

Os estudos quiropráticos têm uma duração de cinco a seis anos universitários. O programa de estudos, que consta de mais de 5.000 horas lectivas, divide-se em ciências básicas, ciências clínicas e internato.

Finalizado o curso, obtém-se o diploma de Doutor em Quiroprática.

Actualmente existem mais de 24 universidades de quiroprática no mundo inteiro. A maior parte delas estão situadas nos EUA, onde nasceu a quiroprática.

Funda-se a primeira universidade quiroprática espanhola em Madrid no ano 2008.

A intrusão é um dos principais problemas que padece esta profissão. Sempre que acudir a um quiroprático, certifique-se de que é doutor em quiroprática.

Quiroprática: O princípio

A quiroprática, como ciência, persegue o conhecimento do estado da coluna vertebral e a sua relação com a saúde e, como método, a aplicação do ajustamento vertebral para corrigir as “subluxações vertebrais” ou problemas da coluna.

A quiroprática reconhece que o corpo humano dispõe de uma capacidade de auto-recuperação chamada inteligência inata

Noutras ciências, esta capacidade é conhecida por outros nomes. Por exemplo, na medicina conhece-se como “Natura vix Medicatrix”, graças ao Hipócrates.

Esta capacidade manifesta-se através do sistema nervoso e tem tendência a curar o corpo e a mantê-lo são ao longo da sua vida.

O sistema nervoso circula e está protegido pela coluna vertebral, mas quando a coluna perde o equilíbrio e a sua posição normal, podem-se produzir interferências ou “subluxações” no sistema nervoso e causar todo tipo de problemas de saúde.

  • coluna vertebral

    Coluna equilibrada e desequilibrada

A missão do quiroprático consiste em garantir que a coluna vertebral não irrite o sistema nervoso através do tratamento idóneo.

Quiroprática: A saúde

Já em 1947, a Organização Mundial da Saúde definiu a saúde não só como a ausência de doença ou dolência, mas também como um estado físico, mental e social de bem-estar; o que, em definitiva, perseguem a ciência e o tratamento quiroprático.